sábado, 21 de novembro de 2015

This is really THE END



No próximo dia 27 de Novembro este blog completa 8 anos de existência.
No entanto, lamentavelmente, não vai chegar a essa data porque decidi encerrá-lo de vez.
Explico porquê.

Criei o blog 'O Homem Que Sabia Demasiado' no já longínquo ano de 2007, uma altura em que a blogosfera florescia por todos os lados. Eram poucos os blogs dedicados exclusivamente à causa da cultura e das artes. Este meu blog nunca foi exclusivamente dedicado ao cinema, ainda que tenha sido nomeado duas vezes para prémios de blogs de cinema. Sempre foi um espaço multidisciplinar no qual abordava assuntos que me interessavam: música, cinema, literatura, fotografia, arte em geral (basta ver as etiquetas). Nunca segui sem modas ou tendências da blogosfera. Orgulho-me da coerência de conteúdos que este blog manteve ao longo de quase 10 anos. Os primeiros três anos de actividade foram de intensa publicação, com uma média louca de 90/100 publicações por mês. Os últimos meses tenho publicado uma média de... 15. Ao longo destes anos todos publiquei 4378 publicações, tive milhares de comentários a posts e mais de um milhão e meio de visitas a páginas. Uma grande percentagem de leitores eram brasileiros. 

O balanço geral é positivo: partilhei muita informação e conhecimento, à custa do blog conheci pessoas interessantes, recebi imensos comentários positivos sobre a qualidade do blog, sobre o prazer da divulgação cultural, convidaram-se a escrever noutros espaços virtuais. Até tive um rapaz de 18 anos do Brasil que uma vez me disse que eu era uma espécie de "professor" dele, com tanta coisa que aprendia neste blog. Fazendo uma pesquisa, reparei que no mesmo dia em que assinalei 4 anos de existência, referi que já acusava algum cansaço e ponderava terminar com o blog. No entanto, prossegui mais 4 anos motivado com o feedback positivo generalizado que ia tendo. Há um ano voltei a manifestar cansaço. Aguentei mais um ano... 

Mas convenhamos: eu sei fazer autocrítica e tenho a plena convicção que este blog já não mantinha a mesma qualidade e interesse de há uns anos atrás. No último ano, tenho a noção, tem-se arrastado, muitas vezes, com posts pouco interessantes, repetitivos, só para dizer que estava "activo". E isso significa manter vivo um espaço de forma artificial. Sinto que canalizei toda a minha inspiração e trabalho nos primeiros anos, porque manter vivo e interessante um blog com esta tipologia exige muita persistência, disponibilidade, dedicação, pesquisa permanente. E nos últimos tempos tenho sentido um maior vazio nesse aspecto. A minha própria vida pessoal e profissional tem-me roubado tempo para me dedicar tanto à vida quotidiana do blog.

E depois há a fria estatística: após o boom da blogosfera, o meu blog sofreu um decréscimo de visitas, muito menos comentários de leitores, muito menos partilhas. Ou seja, os meus leitores tornaram-se meramente residuais e ocasionais. Eu percebo isso no contexto de - como já li - "morte da blogosfera" face ao advento massivo de outros meios de informação/comunicação/redes sociais. Se tenho pena de fechar 'O Homem Que Sabia Demasiado'? Sim, tenho. Vou ficar com muito boas memórias. Eu próprio aprendi muita coisa a construir este blog. Mas como tudo na vida, para cada "começo" há um "fim". E chegou o momento do fim deste blog, um fim que eu considero ser provocado por "morte natural". E por estas razões decidi terminar a actividade do blog, evitando que se arraste penosamente qual vegetal virtual.

Uma palavra final para os meus leitores, sobretudo aqueles mais fiéis que me seguiram durante anos e anos: muito obrigado. Foram vocês que mantiveram vivo este espaço de partilha e de comunicação. Não vou ficar totalmente inactivo, uma vez que vou mantendo o espírito do blog na página homónima do Facebook (mas não será a mesma coisa).

Não vou cometer o disparate de eliminar o blog. Seria deitar 8 anos de trabalho para o lixo. Ele ficará online enquanto arquivo vivo. Os cibernautas vão continuar a conhecer este espaço fruto do resultado de pesquisas (o Google reencaminha muitas pesquisas para este blog). Não dediquei milhares de horas em vão, e por isso o resultado deste meu trabalho vai continuar online para quem quiser recolher informação sobre tantos temas e matérias que partilhei neste espaço. Agora toda a informação deste blog fica para a posteridade e é vossa, façam dela o que quiserem (e acreditem que me vai custar clicar, pela última vez, no botão deste post "publicar").

Viva o cinema!
Viva a música!
Viva a arte!
Viva a cultura!

OBRIGADO 
ATÉ SEMPRE!






33 comentários:

J. J. Cunha disse...

Obrigado....

Shinobi disse...

Obrigado!

Carlos M. Reis disse...

Notícia triste. Mais um dos bons que parte. Abraço e obrigado.

José Figueiredo disse...

Tudo tem um princípio e um fim, é de salutar a sua vontade em deixar o blogue activo pois vai continuar a servir como arquivo de muitas e variadas coisas ligadas à cultura nas mais diversas vertentes, entusiasmando e esclarecendo quem o procura ou lá chega por outros meios.

É difícil (infelizmente) num país sombrio e bafiento, um trabalho como este que desenvolveu ao longo de todos estes anos, ser uma constante em visitas, leituras, e comentários, pormenores que sem dúvida são importantes na blogosfera.

Resta-me deixar-lhe um bem haja pelo seu esforço, e agradecer a satisfação que proporcionou-me em cada visita ao seu blogue.

Antestreia disse...

Obrigado pelos quase oito anos.

Filipe Pereira disse...

Eu acompanho o blog via feedly, e é uma pena deixar de ter novos posts d'o homem que sabia demasiado no meu leitor de feeds.. Desejo-lhe tudo de bom e agradeço todas as suas partilhas.. Um abraço Luís

Filipe Pereira disse...

Eu acompanho o blog via feedly, e é uma pena deixar de ter novos posts d'o homem que sabia demasiado no meu leitor de feeds.. Desejo-lhe tudo de bom e agradeço todas as suas partilhas.. Um abraço Luís

Roy disse...

Muito obrigado!

Anónimo disse...

Triste...muito triste este post, mas compreendo. Eu próprio fui um dos que há uns anos comentei e incentivei a continuar com este magnifico blog. Fiquei contente por continuar. Já não me recordo como cheguei até este blog, mas sigo-o há anos. Sou Covilhanense mas resido em Lx. Partilhei e divulguei muitos posts. É com mágoa e algum sentimento de saudade que também vou clicar pela última vez no botão “Publicar”. Tudo de bom para si e parabéns por todos estes anos…

Luís Santos

Alice N. disse...

Tenho muita pena. Tenho aprendido muito aqui. Fiz, por diversas vezes, pesquisas sobre diversas temas, lendo posts bastante antigos e fiquei sempre a lamentar a falta de tempo para ler o blog de fio a pavio, já que o descobri "apenas" há alguns anos (talvez uns 4). Pessoalmente, deveria ter manifestado isso mais vezes, porque o feedback é importante.

Obrigada pelo seu trabalho e por permitir que ele continue disponível. Sou muito criteriosa quanto ao tempo que disponibilizo para a leitura na net e este blog continuará a ser, para mim, uma referência e um lugar onde virei aprender.

Por último, gostaria de dizer que admiro não só o conhecimento que revela, a qualidade e diversidade do que aqui encontro, o bom gosto e o seu perfil, porque vejo conteúdo sem a arrogância nem altivez.

À boa maneira beirã: bem haja, Victor.

maria franco disse...

Reconheço que o seu blogue me vai fazer falta, mas como
não o acompanhei desde o princípio, irei pesquisar os
postes antigos e decerto encontrarei muita coisa do meu agrado.
Que viva, o cinema, a música, a arte e a cultura!.
Em jeito de despedida, uma música do filme "Bananas" do
meu querido Woody Allen. Tudo de bom para si, e quem sabe
até...um dia.
https://youtu.be/KYmrU2PtyJ0

Sam disse...

Triste notícia.

Mas faço votos para que este seja, apenas, um até já — a capacidade de reinvenção também faz parte da natureza disto de se ser blogger.

Cumps cinéfilos.

ajanelaencantada disse...

Eu sou um dos que visita semanalmente o blogue, e comenta muito esporadicamente. Tenho pena que acabe, compreendo que o interesse (e tempo) do autor não tenha que ser sempre o mesmo, mas lamento se se dever ao número de visitas e feedback. Este blogue faz muito sentido, e se a blogosfera vai definhando, ele faz ainda mais. Como foi dito atrás, que seja um respirar fundo para novos projectos. Até lá, obrigado!

bayimage disse...

Obrigado e ate ja!

Victor Afonso disse...

Agradeço as amáveis palavras de todos. Pode ser que em vez de um "até sempre" seja antes um "até já".

JoãoG disse...

Um abraço agradecido por tudo o que aprendi/conheci aqui.

Luis Eme disse...

Não sou um leitor fiel, por isso é que só hoje é que deparei com esta decisão do Victor.

Respeito a decisão, embora seja o fim de mais um blogue de qualidade.

No próximo ano o meu blogue mais antigo faz dez anos, e realmente há um certo cansaço e especialmente os comentadores quase que desapareceram (curiosamente segundo a estatística as visitas não...). Mas não penso desistir, quanto muito crio um novo blogue, mais fresco e atractivo.

Acho que o Victor devia fazer o mesmo.

Anónimo disse...

É um dia triste :/
Apesar de nunca comentar, acompanho-te há anos.
Vais deixar um vazio na nossa vida Victor.
Mas a vida é mesmo assim.

Um grande abraço e obrigado por estes anos do "O Homem que Sabia Demasiado".
Eu, da minha parte, fiquei a saber um pouco mais graças a ti.

André Águas

Rui Quaresma disse...

MUITO OBRIGADO!
Ainda ontem me lembrei do Vitor, ao assistir ao magnifico espectáculo do brilhante Benjamin Clementine, no Theatro Circo, em Braga.
Tudo por causa deste post: http://ohomemquesabiademasiado.blogspot.pt/2015/02/benjamin-clementine-um-talento.html

Armando Neves disse...

Dizem que o fim de qualquer coisa será sempre o início de uma outra; Não vale a pena preocuparmo-nos! Poderemos sempre encontrar quem queremos num sit como este ou num outro sítio qualquer. Um abraço

Magg disse...

É com pena que o primeiro post que leia do seu blog seja o da despedida... de qualquer forma já estive a investigar as categorias e outros posts e parece-me que irei ler um percurso interessante.
Agradeço-lhe o deixar o blog activo para que possa fazer a respectiva... viagem no tempo :) .

Anónimo disse...

até já e até sempre e obrigado. muito mesmo. regressa breve.

Nádia Gonzaga disse...

Uma pena... pois descobri seu blog hj! ... tudo de divino e maravilhoso p vc!!! :)

Anónimo disse...

Espero que a sua decisão seja do tipo irrevogável(no sentido político-actual da palavra).Passava por aqui com prazer há anos.Um abraço e obrigado.

Arnie

Anónimo disse...

Obrigado pelos ótimos anos de blog!

Espero que retorne ao menos com as listas de fim de ano!

Saudações do Brasil!



Anónimo disse...

Tá mal!!!1

Ricardo

Vasco disse...

Obrigado, pelo Tarr, pelo Tarkovski, pelo paleshian, pelo Zamiatin, pelos VelvetUnderground, pelo...., pela..., pelo...

Citando (parcialmente) o fadista:

Há blogs que ficam na história da história da gente.
Muito grato por tudo.
Obrigado
Obrigadão.

Até breve,

Vasco.

Caralhote da Maré disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anónimo disse...

...Mesmo assim virei aqui de vez em quando ler e ver coisas antigas, e pode ser que haja novidades.

Pi disse...

notícia triste...

Obrigada pela partilha e pela dedicação.
Espero lê-lo noutro sítio em breve...

obrigada!

I'm Spock ! disse...

Que triste, mais um blog de conteúdo que eu conheço que vai ser desativado. Mas parabéns pelo belo trabalho.

I'm Spock ! disse...

Que triste, mais um blog de conteúdo que eu conheço que vai ser desativado. Mas parabéns pelo belo trabalho.

Mbangale Eric disse...

Obrigado por tudo, vai continuar a ser uma referência Champ!